terça-feira, 9 de junho de 2009

para ler ouvindo - Ela faz cinema do Chico Buarque

Tantas indiretas e eu ainda não desisti, hoje eu ouvi essa música e pensei em você pra variar, tem uma parte que o Chico fala ' nunca vai ser de ninguém porém eu não sei viver sem, e fim.' não existe nenhuma frase que defina melhor isso tudo, Aliás, conseguir eu até consigo viver sem, mas dói te ver online no msn e você não me chamar, eu me seguro, mas não tem jeito, eu chamo você e você é frio comigo, logo depois que você sai, eu fico murcha, dói e eu sei o porque dessa dor, minha metade razão sabe que você não me quer mais ( já quis algum dia? ) eu sei que você tem um monte de defeitos, mas eu queria você pra mim assim mesmo. Qualquer palavrinha sua, eu invento e fantasio que você se preocupa comigo.. pra quê desse sorriso perfeito ? porque você tem esse cheiro maravilhoso ? é pra dificultar as coisas, eu sei ! Olha, eu estou tentando, mais quando você foi, já era tarde demais, já tinha me feito voltar, e se eu disse antes que o sentimento tinha ido sem me levar, isso é coisa minha, eu digo as coisas pra tentar me convencer delas, mas se você vier, eu fico ..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem medo do amor, você tem coragem do quê ?