quinta-feira, 25 de junho de 2009

Para ler ouvindo - Faz parte do meu show do Cazuza

O amor é o ridículo da vida.
A gente procura nele uma pureza impossível, uma pureza que está sempre se pondo. A vida veio e me levou com ela. Sorte é se abandonar e aceitar essa vaga ideia de paraiso que nos persegue, bonita e breve, como borboletas que só vivem 24 horas. Morrer NÃO dói.

(Cazuza)

Calma gente, isso não era uma carta suicida do Cazuza né,ele só queria dizer que morrer não doi, pro amor. Morrer pros relacionamentos. E eu, a cada dia que passa tenho concordado com isso. Como diz aquela musica dos Los Hermanos ' Sobre estar só, eu sei .. '
Todos os meus amigos namorando, e eu não . Já passei da fase da revolta,da raiva,da solidão absurda,da procura louca por carinho, agora eu estou numa fase de boa com a vida. Talvez um dia isso passe, talvez não. Por mim, tudo bem !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem medo do amor, você tem coragem do quê ?