sábado, 22 de maio de 2010

não é porque sou paciente

'' Quando você é chato e mesmo assim eu te beijo, não é porque sou paciente. É porque estou me despedindo. '' [Tati Bernardi]

Paciente eu nunca fui, fui apaixonada.E a mesma paixão que me fez vir aqui todos os dias falar com você, me faz entender hoje que estamos em ritmos diferentes e que é melhor continuar caminhando do que correr o risco de continuar parada e ficar com raiva de você, uma raiva que me faça esquecer quem você foi e só me mostre quem você se tornou comigo.
Eu tinha 14 anos quando descobri como dói alguem mudar com a gente, lembro que achei que fosse morrer, eu ficava deitada na cama e chamava meu pai, porque eu só não conseguia chorar perto dele, porque tinha vergonha.
Eu não consigo chorar na frente do cara que me criou e trocou minhas fraldas, mas consegui chorar na sua frente,mais de uma vez, e todas elas porque não sabia o que estava acontecendo, não conseguia ver mais em você tudo que você conseguiu construir.Não estava te pedindo pra cuidar de mim, era pra cuidar de nós.
É como você disse, eu tenho um milhão de amigos, nunca estive sozinha e mesmo que as vezes eu morra de raiva de alguns deles pois querem me fazer entender o que eu já sei, não vou me perder, quem sai com saldo insuficiente aqui, mesmo com todas as minhas tentativas,é você.
De herança,fico com nossas fotos, a maioria delas tiradas por que você quis, no dia mais feliz que a gente passou junto, elas são as provas, talvez pra mim mesma, que valeu a pena.
Eu sempre chego na hora errada,mas desta vez foi a primeira vez que cheguei cedo de mais na vida de alguém, eu sei que daqui um tempo você vai lembrar de mim, não como a chata ou a insegura, mas como a real.
Tenho pedido força,pra me lembrar de como é ruim sofrer por algo que já esta definido e como cansa remar sozinho, e cansaço da alma, meu bem, é pior que não poder dormir depois de várias raves e horas de viagem.
A gente tem algo a ver sim, mas te acho um menino tão bom, que vou deixar você descobrir sozinho, e não vou ser dona de mais um clichê dizendo que quando você descobrir já vou ter te esquecido, pode ser que não.Mas vê se entende, você não precisa querer ser nada, a resposta está dentro de você.
O mundo é duro meu bem, eu tentei te colocar no colo pra te contar isso, mas você subestimou meu aprendizado porque eu não consigo andar sozinha, mas aprende também, sozinho a gente não aprende nada.

3 comentários:

  1. "...entender hoje que estamos em ritmos diferentes e que é melhor continuar caminhando do que correr o risco de continuar parada e ficar com raiva de você, uma raiva que me faça esquecer quem você foi e só me mostre quem você se tornou comigo..."

    Eu estava tentando escrever isso há 3 semanas... chego aquie leio!!! rs
    AMEI seu blog! ;)

    ResponderExcluir
  2. Olá moça,amei seu texto...Representa bem o momento q eu tô vivendo,ou melhor,amargando.
    Estamos te seguindo!
    Visita nosso blog tb,linda!
    Bjão

    ResponderExcluir
  3. esse texto descreve bem muitas coisas, haha
    adorei o jeito particular de escrever
    e como entende a realidade pra colocar no "papel"
    parabéns pelo blog *-*

    ResponderExcluir

Se você tem medo do amor, você tem coragem do quê ?