terça-feira, 29 de novembro de 2011

Queridas Ex-namoradas, as variações da raça.

 Esse texto é pra mim, pra você, pra todas nós, mulheres que um dia já se lançaram em um relacionamento sério.
 Porque este é um título que ninguém foge de ocupar. Foi seu, é meu e talvez será de outra.
 Bom, o processo de se tornar ex namorada é doloroso, eu sei bem. Mas, moças, acreditem em mim : fazer de tudo pra se tornar a ex-monstro, dói muito mais.
 Ok, mas que raio a menina que está no seu terceiro relacionamento sabe de ex ?  Eu mesma respondo : Já vivi situações tristes, agoniantes, bizarras e até engraçadas, por causa dessas duas letras : E-X.
Então, posso dizer que sou entendida desse espécie que ninguém quer ser e quando é, raramente sabe se sair bem, e continuar linda em cima do salto 7.
Com 13 anos, comecei o que se pode chamar de namoro sério, quando se tem 13 anos. O rapaz era mais velho e vivemos felizes 8 meses juntos. O namoro acabou num momento difícil, continuei a gostar dele e em pouco mais de um mês, estava ele lá, ''conhecendo'' a querida. Nessa época, eu já tinha 14 anos, ele 19 e a moça em questão, 20.
Agora você deve estar pensando : '' Meu sonho namorar um cara com uma ex que tem menos idade que minha prima que se veste mal e ouve Restart.'' Não é ?
Errado !
Sei lá o que o rapaz dizia de mim pra ela, o fato é que ela cismou comigo, me fazendo acreditar as vezes, que eu era a chama do namoro dos dois.
Entre fakes no orkut, adicionar meus amigos, imitar meu cabelo e roupas, ela aprontou muito comigo, durante um ano, talvez. Claro, no começo eu a odiava, só que com o tempo, fui percebendo que a moça raramente aparecia nas redes sociais com amigas ou alguém que não fosse o namorado, deduzi  que não tinha ninguém para abrir os olhos dela e dizer : Você está conseguindo uma coisa só, com essa história toda, que é parecer sozinha, insegura e infantil.
E não, eu não era nenhum tipo de zinha que ficava atrás do namorado dela, ou tentava atrapalhar. Me lembro de ter ligado uma vez pra ele, quando depois do sexto fake, tive que pedir pra ele conversar e tentar fazer ela parar.
O namoro deles acabou e o medo dela não se cumpriu. Nunca voltamos.
Com isso tudo, eu me sentia vacinada no quesito EX, já sabia como não tratar uma e parecer idiota. Até que me apaixonei, também virei ex e sim, me tornei uma ex-mostro. Tudo bem, não criei fakes nem imitei roupa de ninguém. Mas fazia o possível para barrar a moça em locais que frequentava e não media a língua para falar mal. E eu assumo, de puro recalque. No fim, só dei a certeza ao casal, de que eu era mesmo infantil demais para ser a escolhida.
Afinal, eles são o casal, você é passado. Só te resta aceitar.
Ainda existe a pior variação da espécie : a ex-bandida. Mesmo sendo a pior da raça, eu dou a dica, com essas, mulheres de verdade não devem se preocupar, afinal, estamos protegidas delas, pela lei do Universo, e uma mulher que se submete a ser a outra, quando já ocupou o posto de atual, devia receber uma carta, em negrito e letras grandes :
KARMA DE PICA, FICA.
Como um alerta, de que o papel vai custar mais caro do que o gostinho de achar que está por cima, chamando a outra de corna.
Ex boa, é ex longe.... e bem feliz, que é pra não voltar.

Isso é tudo !

5 comentários:

  1. Se eu já sofri com ex ? Estou sofrendo nesse momento.
    É uma dor constante, daquelas que a gente acha que não passará. Mas, passa!
    Há de passar.
    Tem de passar!
    Parabéns pelo blog! =D

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem que nunca tive problemas com ex nem meus, nem dos meus namorados, sempre cortava todos os vinculos que era já pra não acontecer mais!

    ResponderExcluir
  3. Tive que vir aqui apenas para dizer que o texto simples e direto foi sensacional. ja fui a louca. hoje ainda nao me descobri. mas sei que este papel nao assumo mais. sofro com ex que agora é atual de novo. nao tem coisa pior. e cansei de ex e de ser ex-monstro dele.

    Boa sorte. bons textos!! beijos

    ResponderExcluir
  4. Sensacional!!! Dedico a uma amiga q ta precisando ler isso ;)

    ResponderExcluir
  5. Sei la, mas acho que nem todas estamos vacinadas...

    ResponderExcluir

Se você tem medo do amor, você tem coragem do quê ?