sexta-feira, 31 de julho de 2009

Sentimental - Los Hermanos

"Há alguns dias, Deus - ou isso que chamamos assim, tão descuidadamente, de Deus -, enviou-me certo presente ambíguo: uma possibilidade de amor. Ou disso que chamamos, também com descuido e alguma pressa, de amor. E você sabe a que me refiro. Antes que pudesse me assustar e, depois do susto, hesitar entre ir ou não ir, querer ou não querer - eu já estava lá dentro. E estar dentro daquilo era bom"
   ( Caio F. Abreu )

Ontem um amigo, o meu amigo mais sincero e mais louco de todos, me disse que eu me apaixono muito fácil, eu sempre soube disso, tenho mil pré-quesitos para gostar de alguém, mas quando estes são preenchidos, eu gosto mesmo, gosto de graça, gosto com toda a força que tem dentro de mim. Me canso fácil também, devo admitir. Acho que é essa é a purpurina da minha vida, o fato de poder gostar, me entregar e às vezes até sofrer. Talvez esse seja o único texto sobre ele, ou o primeiro de vários, mas a verdade é que alguém me encantou, claro é so apenas mais uma possibilidade, mas não me custa nada sonhar, ou custa ? Claro que sim, mas eu prefiro pagar o preço, gosto mesmo de ser essa menina sonhadora, mesmo que isso pareça infantilidade nos olhos de quem tem o coração frio.
Ontem também, eu li num livro, que não devemos julgar as pessoas, pois nunca sabemos qual a razão da sua atitude; Já me julgaram muito, e uma personalidade forte, um sangue guerreiro e um signo de escorpião com ascendente em áries, me ensinaram que nada, uma amizade, um amor, um garotinho bonito, valem a certeza da gente ir e viver aquilo, que seja pra errar, mas não ouça conselhos, a gente só aprende se cair, tá afim de fazer, e se isso não vai ferir ou matar ninguem, vai lá e faz !

'' ... você me avisar, me ensinar, falar do que foi pra você, não vai me livrar de viver. Quem é mais sentimental que eu ? eu disse e nem assim se pode evitar. ''

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Sua impossivel chance - Nando Reis

Depois da etapa da dor, da aceitação e do ódio, a da abstinência me trouxe mais alguns momentos com você, talvez isso me custe mais algumas lágrimas. Mas eu já decidi que eu fiz o que queria e não vou me arrepender. Por alguns momentos e algumas coisas que você diz, eu posso jurar que não gosto de você, mais depois vem a carinha de neném, o beijo que visto de longe, parece mais de um casal apaixonado, e não de só uma parte apaixonada. Eu reclamei minha vida inteira, por não me achar bonita, e não vejo interesse nenhum da sua parte em mim, fora minha suposta beleza, você nem quer saber o que tenho no meu coração.
Talvez agora eu te esqueça e você comece a gostar de mim, talvez eu fique no meu canto e você no seu, pro resto dos tempos, talvez a gente se encontre mais três ou quinze vezes, do mesmo jeito, sem você falar de sentimentos, talvez eu aprenda que não é só a distancia física que nos separa
É estranho sentir você se apagando em mim, e não poder fazer nada. Desfilei todo o meu orgulho ontem com você e sinceramente não sei se vou sofrer de novo, se você me nunca mais voltar, talvez, pela eterna seguidora da lei de Murphy que sou, isso realmente possa acontecer, eu esqueço, você se apaixona.
A cada momento me parece que gosto de ficar ao seu lado, representando um papel, vivendo de um faz de conta, fazendo de conta que você não é só um corpo definido e um rosto bonito, que se não fosse tão bonito, talvez me ajudasse a resolver isso muito mais depressa, digo isso porque sei que você não tem maturidade suficiente, ou nunca me mostrou seu lado maduro intelectual, com medo de que eu goste mais ainda de você.

' Só sorriu depois do que chorou na véspera,com a mão na testa os olhos enxugou. Sabe que sorrir é bom e quem não detesta sofrer a espera de quem sempre amou. Há sempre a pequena chance de o impossível rolar.Soterrar o mundo como uma avalanche só pra que possa sobrar apenas eu e você.'...

terça-feira, 14 de julho de 2009

Uma nota sobre religião

"O Cristo não pediu muita coisa, não exigiu que as pessoas escalassem o Everest ou fizessem grandes sacrifícios. Ele só pediu que nos amássemos uns aos outros."

( Chico Xavier )


A muito venho com a idéia de escrever algo sobre religião aqui,afinal tenho pensado muito a respeito,e conversado com diversas pessoas sobre.Eu fui batizada e minha familia toda é católica,mais eu sempre me questionei um pouco sobre estarmos todos numa missa, repetindo orações decoradas. O tempo passou,eu conheci pessoas, perdi um amigo, e tive a oportunidade de conhecer o livro Violetas na Janela, quando eu li, me fascinei e acreditei em tudo que estava escrito ali, a cada capitulo eu descobria o real sentido de tudo. Ainda acredito, mesmo não freqüentando nenhum Centro Espírita ainda, é essa a religião que me faz sentir mais perto de Deus.
Algumas religiões pintam Deus, como uma criatura que castiga as pessoas, creio que a vida seja algo baseado na teoria do ' tudo que vai volta'. Pra mim, quando você recebe o dom da vida, trás junto com você, um livro, e nele vai escrever o que quiser,pode pedir orientação aos espíritos de luz,A Deus,e o que estiver escrito vai trazer uma resposta a você,uma conseqüência,talvez, essa minha teoria, seja um pensamento meio bitolado,de mais uma pessoa que precisa de uma base pra acreditar em alguma coisa, como a lei que diz que toda ação tem uma reação.Só acho que, como na frase que eu postei acima,Jesus, só pregou o amor ao próximo, e as outras coisas que sabemos ate aqui, são interpretações de cada um,sobre a bíblia,a vida,enfim..
E definitivamente, não acredito quando algum evangélico fanático vem me dizer que Jesus vai voltar, e apontar pra cada pessoa, dizendo se ela vai ou não junto com ele, baseado em pecados pequenos,que foram intitulados como pecados por alguma pessoa, eu acredito que o pecado seja desejar e fazer o mal a outro,porque no fim, volta tudo pra você. As coisas boas e ruins que você fez.O assunto pra mim não termina aqui, mais o post vai terminar porque minha teoria é muito complexa pra ser totalmente explicada aqui.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

para ler ouvindo - Doce solidão do Marcelo Camelo

Eu me vi sozinha, completamente.
E não sei falar se isso é bom ou ruim, às vezes eu assumo que sinto sua falta, muita. Principalmente quando lembro dos planos que tinha pra nos dois, aqueles que eu sozinha inventei.
Eu queria alguém, mas hoje já sei ficar sozinha, ou talvez eu pense que alguem que não seja voce, não vale a pena, eu sinto pena de todos que tentam, e tenho medo de pagar por isso, de sofrer dobrado. . . não dou esperanças pra ninguem. Eu tenho medo de aceitar que eu ainda gosto mesmo é de você

' Posso estar só, mais sou de todo mundo
por eu ser só um '