quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Disfarça e chora.

Continuei com minha tristeza, que não era mais um tipo de tristeza em pé, pois eu já pensava em tombar. Era mais um tipo de tristeza empurrada com a barriga, da qual eu as vezes fugia, inventando as desculpas de sempre, mas com a qual eu sempre me encontrava no fim da noite ou em uma situação que não podia maquiar.
Meu amigo me perguntou se podia fazer algo por mim, respondi que não, ninguém podia, só a única pessoa que talvez não conseguisse fazer nada : eu.
Correr não resolve, tombar me desespera e maquiar já não faz sentido.
Enxergar que a única pessoa capaz de acabar com tudo isso, sou eu mesma me da medo, pois meus pais já não podem fazer nada e meus amigos não podem sofrer por mim.
Tenho andado com nojo de gente que é feliz demais, e não pense você que é inveja não, mas resolvi que gente muito feliz é alienada, me chame de recalcada, se assim se sentir melhor.
Rotina são as 6 letras que me desesperam, trazendo consigo, toda semana a obrigação de ser feliz e descolada e relaxar, quando não dá pra fazer nada disso.
Cansada de ser boazinha, sempre desejar boa viagem e nunca ver a minha vez chegar, só por ser diferente demais, resolvi que no ano novo, não vou pedir nada.
Ainda que meu nada esteja repleto de superexigências.
Não queria que isso soasse como uma carta de depressão, em que conto como sofro e como espero que alguém tire isso de mim. É comigo.
Eu só queria dormir e deixar todos com suas festas, viagens e verões, sem espelhos nenhum pra comparar eles comigo.
Cada alma, carrega sozinha o preço de se sustentar e se fazer feliz, eu busquei alguém pra ser meu tripé instável, nunca encontrei, e quando vi que esse tripé só existia dentro de mim, fiquei assim.
A pior de todas as certezas, é saber que a única pessoa que coloca freio em tudo, é você , pois a felicidade só faz o papel dela, pronta pra ser desfrutada;
Combinei com ela, que no ano novo, não ficasse se esfregando tanto nos meus olhos, mostrando que ela podia ser toda minha e a única coisa que priva de sermos unidas para sempre, é que meu casamento com o medo, ainda não acabou.
Ainda peço a você, não me rotule, eu sou só uma menina boba que não aprendeu a crescer, faço minhas piadas pra que o mundo acredite, e no fundo consigo até suportar, mas por favor, no meu primeiro gesto mais simples de liberdade, acredite em mim também.
Cartola continua me dizendo para disfarçar, eu continuo caminhando.


" Chora, disfarça e chora
Aproveita a voz do lamento
Que já vem a aurora..."

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

De qualquer maneira, é amor.

" Lagarta que aprende e muda, um dia pelos ares voa."
( Camila Paier )

Ouvi uma história sobre borboletas que se encontraram. E pensei em começar contando pra vocês com ''era uma vez...'' mas resolvi que isso era irreal demais para começar uma história que deveria ser o máximo de realidade que a beleza poderia encontrar. Era amor.
Uma borboleta, sozinha , ainda assim, era linda, mas ao encontrar a outra, virava vida e florecia com toda felicidade, como se tivesse acabado de sair do casulo.
A outra borboleta, apesar de linda, ainda não entendia que as diferenças é que faziam das duas, inesquecíveis e saiu voando. Fugiu pro mais longe que poderia chegar.
A outra borboleta, acreditava, era amor, ela sabia. Quanto mais longe uma ia mais amor a outra sentia e assim, a borboleta que acreditava começava a pensar que poderia ter feito algo errado, mas o universo lhe respondia que acreditar não era erro de ninguém, acreditar é só começar a acertar.
Ela não teria medo de sofrer, se jogar e fazer a outra borboleta feliz, e um dia, ia descobrir que o simples fato de saber que qualquer maneira de amor vale amar, faria dela alguém que estava acima de qualquer julgamento de quem não aceita o amor dos outros por não ter amor e coloca defeitos. A
borboleta enfim achou no mundo o jardim para todas as suas esperanças, sonhos e desejos, a borboleta aprendeu a aceitar seu coração.

Para ler ouvindo : No Surprises - RadioHead

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Saudade e Coragem, tão próximas.


Saudade com coragem quer dizer que mesmo sentindo falta de todos os momentos, carinhos e esperanças, você ainda assim é firme e continua na decisão de que dessa vez não.
Já tentaram uma, duas, dez vezes. Os opostos se atraem, mas não duram.
Saudade do carinho, mesmo que ele não tenha existido. Coragem para se lembrar que mesmo demorando saudade também passa. E ritmo de saudade não é junto, pois saudade a dois, não é saudade é distância.
Saudade da esperança em acreditar que daquela vez, oposto ia ser disposto e se fundiriam.
Duas almas opostas, com uma mesma vontade : saciar a saudade que se abranda todos os dias. E desespera. Porque saudade branda não é mais saudade é lembrança.
Saudade do sexo, pois sexo é parte do amor, mesmo que seja só sexo, sem amor nenhum.
Ser firme na coragem de não implorar pois implorar não combina com saudade e sim com falta de amor. E nenhum amor que já acabou merece o carimbo de falta de nada, mesmo que tenha sido amor só pra uma das partes.
Coragem é se ver longe, não lembrada, vazia e mesmo assim, saber que se o amor existisse entre aqueles dois opostos, eles estariam vivendo, não longe, tentando a todo custo provar que não foi nada.
Saudade dói, invade, some, volta. Mas é saudade. E mesmo sem nenhuma tradução em dicionários humanos, quem gosta, ama ou sofre, sabe bem que saudade quer dizer coragem de continuar mesmo sabendo que muitas vezes sentir saudade é só a maneira do coração dizer que não esquece, contrariando a cabeça que pede por isso o tempo todo.
Continue firme, penso eu, pois pior que sentir saudade sozinho de algo que se viveu também só, é continuar a insistir e ver todos os momentos de que se antes tinha saudades, destuidos pouco a pouco por opostos que não deram certo.
E se saudade invade, saudade também faz lembrar que se viveu. E saudade, pode acreditar, mesmo que só e quando se acha que só você se lembra, vale a pena.



segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Recompensa

Ao ler isso, o mundo vai dizer que é muito cedo pra te dedicar um texto, mas nunca precisei de alguém me dizer ou não se estava na hora de fazer algo. Com mês que me conhecia, você me defendeu e ouviu como se fosse minha amiga a vida toda e correu riscos tentando abrir olhos que nunca seriam abertos.
Era uma vez uma menina-mulher, que impressiona por sua maturidade e beleza e que muito mais importante que riquezas mundanas, carrega com ela, uma vontade de proteger quem ela gosta que só é dedicada aqueles que Deus tem certeza que são fortes e guerreiros o suficientes para suportar as consequências.
Pra mim, ela chegou como presente que não queriam me dar, pulou no meu caminho e tive a sorte de reconhecer nela, alguém que ia entender minhas brincadeiras e medos, sabendo como ninguém dos motivos.
Separamos os motivos da amizade, ela permaneceu, o carinho também.
O poeta fez uma música com teu nome, até ele via a beleza que te banhava, e podem me lembrar a música foi feita bem antes de você chegar ao mundo. Eu insisto, e mesmo assim, pra mim continuo achando que ele a dedicou pra você, afinal, qual homem com sensibilidade não ia morrer de amores ao te ver indo pra longe ?
Cativar pessoas mais velhas e ser de alma no meio da juventude de hoje, não é fácil, e você faz isso bem, nós duas sabemos.
Quando sentamos pra conversar e você com tuas palavras acredita no que digo e me deixa te lembrar como você é importante pra mim e pro mundo, já vale o que passou.
Acontece que de toda história cheia de lacunas e saudades, todo mundo leva experiência e maturidade. E eu, que vivo reclamando da sorte, além disso tudo, coloquei você também na bagagem que fiz pra ir viver outras histórias.
Lembre-se que se por algum momento você pensar que não é tão incrível como já te disse que és, estarei aqui pra te lembrar.
Obrigada pela recompensa de colorir os dias que teimavam em pintar de cinza, com tua amizade.
E não deixe de acreditar, pois eu digo, tu brilha.E brilhe,sempre.


PS : A música que me refiro no texto, é Luiza do Tom Jobim.

" E um raio de sol nos teus cabelos como um brilhante que partindo a luz explode em sete cores revelando então os sete mil amores."

Texto dedicado a minha querida amiga Luiza Messeder.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Mulher acordada.

Acordei. Mas não como se acorda de um sonho incrívelmente bom, aonde tudo que se quer é continuar naquilo. Só acordei, como se acorda todos os dias, mesmo querendo permanecer na cama, mas sem sonhar mais.
Quando aconteceu pela primeira vez, foi horrivel, me vi sozinha na cama, quase sem ar, desesperadamente acreditando naquela velha e falsa história de que quanto mais rápido se volta a dormir, mais chances se tem de voltar pro mesmo sonho. Quase perdi o foco em mim pensando em voltar a sonhar, deitei, rolei por bastante tempo, ouvi gente implorar pra eu ficar acordada e de pé, mas insisti, pois acordar subitamente de sonhos bons é crueldade demais para quem começou a viver agora.
Depois de cochilar várias vezes sem sonhos e acordar com medo de tudo, eu comecei a desistir ao ver os lençois cada dia mais frios e vazios.
Até que por um quase milagre de aniversário, adormeci de novo, e logo depois descobri que aonde havia deixado um sonho cheio de caminhos banhados de esperança, retomei em algo que eu nem o sonho queriamos, por pura rotina.
A partir desta parte, vi a história de longe, como espectadora de um sonho que ninguém queria viver, ou não queriam o suficiente.
Era uma menina, deitada, naquela fase aonde qualquer ruído desperta, enquanto uma parte da mesma menina, se agarrava ao sonho, tentando de todas as formar implorar pra que ele ficasse.
Nesta parte, ela ainda não tinha entendido, ou não queria entender, que sonhos só são bonitos quando querem ser e não quando sentem que são obrigados a isso. Sonho não é presente, sonho é sorte e merecimento, ela se lembrou.
Bem longe dali, ela ouvia um despertador tocar, quase implorando :
- Acorde, menina. O sonho acabou faz tempo.
A menina, teimosa e escorpiana, tampava os ouvidos e fingia ser só aquela parte dos sonhos bons que você sabe que é um sonho e morre de medo de acordar.
Era aquela menina e ninguém podia cobrar que ela não sonhasse, pois a vida toda foi só o que ela soube fazer.
O destino, o sonho e a vida, perceberam que sem interferir ela não ia acordar sozinha. O sonho cansou e vazio, foi embora.
O sonho que acabou na segunda vez, sem nenhuma palavra de amor, desde o começo. Mas havia um porém : O prazer do sonho, entendia o prazer da menina.
Acordar da segunda vez, pareceu menos difícil, ainda que doa se lembrar que sempre ia dormir com a certeza que o sonho ia continuar, mesmo sabendo ser uma grande mentira daquelas que a gente inventa pra colorir a vida, afinal o sonho mudava todos os dias e ela continuava achando tudo lindo.
Agora, acordar é só acordar, processo natural, e acontece.
A menina, que o sonho transformou em mulher, não se arrependerá de ter deixado o sonho acontecer de um jeito que a marcou pelo resto da vida, mesmo que já tenha ouvido de gente que não conhece o sonho, que era só isso que ele queria. Mesmo menina, ela acreditava que não poderia haver mediocridade maior em difamar os fatos, quando tudo que se quis no momento que eles aconteceram se resumia em petrificar o tempo.
Muito mais que o que todo mundo se preocupa que ela tenha entregado ao sonho, ela entregou algo muito mais valioso : o coração.
E por isso, ela estava disposta a conservar a imagem do sonho pura e intacta, mesmo que não queira mais sonhar.E conservará.
A lição que o sonho deixa, é que se você não se acostuma a viver fora dele, vai tudo ficando pequeno e um sonho lindo se transforma em tentativas que dão pena e pena é tão triste que não pode mesmo combinar com brilho.
Quando questionada se gostaria de sonhar de novo, ela só se lembra de dizer que sonhos vivídos mais de uma vez, não tem o mesmo gosto, não sem a intensidade que este tipo de sonho mereceria. Ainda assim, há quem diga que ela reza baixinho todos os dias para acontecer mais uma vez, mas eu, outro dia mesmo, vi nossa menina com um sorriso de vitrine, cantando por ai aquele verso que diz : " Existe aqui uma mulher, uma bruxa, uma princesa, uma diva ,que beleza, escolha o que quiser, mas ande logo vá depressa, nem se atreva a pensar muito, o meu universo ainda despreza, quem não sabe o que quer."
Eu desejo, que ela e todo mundo, entenda de uma vez por todas, que não é de sonhos que se vive a vida e sim de tempos com os olhos bem abertos, vendo em tudo e principalmente em si mesmo, motivos para acordar todos os dias com a esperança de fazer da vida um grande espetáculo, melhor que qualquer sonho. Pois viver é melhor que sonhar.

Para pessoas que não precisam de sonhos pra acordar e nem vivem por ninguém.

PS: a música a qual me refiro no texto é Devolve,Moço da Ana Cañas, muito linda, vale a pena ouvir =)

PS²: Leia também a resposta para esse post, do meu querido amigo Raí Amorim : Ela lavou a alma.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Âncora de tentativas

Tivemos duas crises no nosso relacionamento ( olho para essa palavra : relacionamento e vejo que a uso pela primeira vez sem aspas, na tentativa de acreditar que de fato temos um.) e na noite anterior a estas duas crises escrevi um texto pra ti, e por causa desta infeliz coincidência normalmente eu ficaria com medo de pegar papel e caneta para falar mais de você, porque talvez no dia seguinte você poderia ir embora de novo, só que dessa vez, não senti nada, afinal o gosto do fim ainda não sumiu e a saudade mesmo com você por perto, ainda não passou. Como posso ter medo de perder algo que nem voltou para as minhas mãos ?
Tudo bem, você deve estar pensando que eu mesma aceitei que fosse assim, só corpo, sem sentimentos e mesmo sabendo que iria continuar gostando de você, te quis assim. As alternativas na minha frente eram só prazer ou te ver longe e minha escolha não teve nada de falta de amor-próprio, só que pra não te perder como sempre, engoli o romantismo e tentei aceitar na nossa volta, qualquer tipo de condição para estar do teu lado e cansada de ficar longe, prometi que minha parte mulherzinha ficaria em segundo plano e eu ia ser mais do que só uma menininha sentimental, pra você.
Acho que temos um problema : penso que você, assim como eu, tem tendência a se apaixonar por quem liga a mínima para você e ai está : eu ligo o máximo. E ligando muito, me preocupando e querendo você, sinto que só te afasto, e assim, sem entender os porques (ou entendendo demais) comecei a pensar se era válido tentar por nós. Com esses pensamentos despertei meu orgulho batendo na mesma tecla de que se você quiser realmente, demonstrar não é tão complicado. Pensei demais e começou a acontecer o que eu temia, eu comecei a desistir.
O problema, que você me conheceu tua demais e não sabe que quando eu desisto de algo, me refaço, e não queria isso, não queria esquecer tudo.
Se por um momento, eu visse nos teus olhos uma chama de esperança em me querer também, como eu via antes daquele tempo de falta, eu juro que lutaria. Bastava você querer um pouco.
Já parou para pensar que sou menina e sinto falta de carinho de homem ? Do homem que busquei e encontrei em você.
Não coloque culpa na essência, pois nem cogito a possibilidade de querer te mudar, pois foi o teu olhar que me encantou, lembra ?
Te aceitei e te quis com todos os teus pronomes, sujeitos, artigos e substantivos. E pra mim, só quis um verbo : QUERER.
Bom, se você chegou até aqui e não teve vontade de me abraçar para mostrar que também me quer, eu entendo, só não me peça para transformar meu sentimento em um amor de amigo, para ficar por perto, não por enquanto. Se o teu humor não muda ao me imaginar nos braços de outro, se a vontade de me beijar não te faz me querer as vezes do teu lado e se principalmente você não se importa em abrir mão de mim, acho que chegou a hora do tal de meu conformismo chegar.
Ainda acredito (ou quero acreditar) que dentro de você, assim como de mim, alguma parte lembra das horas que a gente se contava no telefone, do ciúme disfarçado em piada e dos sábados de saudade misturada com desejo e carinho. Não me deixa desistir, intercepte minha fuga e mostre que me quer também, que vale a pena lutar. Não quero ir, mas remar sozinha cansa.
Não consigo simplesmente me sentar no barco de nós dois, esperando a maré do destino levar a gente para algum lugar, quando a única paisagem que importa é o teu rosto olhando para mim e na realidade o que eu vejo é você tentando sair do barco, preso por algo que mesmo agradecendo, não sei o que é, queria tanto descobrir que esse algo é o fundinho do teu coração dizendo que eu mexo com ele.
Espero realmente que essa tentativa de salvamento não chegue até você como uma corrente de pressão e sim como uma ponta de esperança que insiste em não apagar e que você perceba que mesmo com intensidades tão opostas, existe um meio do nosso desejo se completar e nos satisfazer. Não desista, não desisto.

Para ler ouvindo : Tolêrancia da Ana Carolina.

" Pra falar de tolerância e acabar com essa distância entre nós dois..."

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Mar de paz

" Enquanto houver você do outro lado aqui do outro eu consigo me orientar."

Compatibilidade é uma palavra bonita e eu realmente acho que tenho isso com você, resta saber com qual das duas partes de mim você se identifica mais. Você via duas partes em uma só e hoje te confesso que você está certo, mas não do jeito que acha. A divisão é aquela que até parece clichê : eu antes e eu depois de te conhecer.
Me vi te contando o que eu nem sabia formular em palavras, a confiança que não tenho em gente que conheço a anos, coloquei numa caixa e te dei de presente.
E quando todo mundo se assusta com meu mar de carência e intensidade, você só se coloca no barco junto comigo, se preocupando sempre em deixar claro pra que eu use o colete salva-vidas pra não me deixar esperar demais da viagem.
Você conversou comigo até ás 4:00 da manhã, me lembrando o tempo todo que se eu desistisse de mim, você tava ali pra me reanimar. Encontrei em você todo um carinho verdadeiro, aquele carinho que precisa sim ser verbalizado.
Sonhei com você, no sonho você me botou num carro e me levou a um lugar que eu tinha muito medo e quando eu ameaçava fugir (eu sempre fazendo isso!) você segurava minha mão e me sorria, doce. Do teu lado, vi um sol, que mesmo encoberto por nuvens, nasceu. Olhei pra você e disse que era bonito o jeito que me sentia adulta e mulher do teu lado e eu que sempre tive medo de crescer vejo o futuro banhado num mar de paz quando lembro de ti. Sua proteção por mim me prende aos sonhos que eu quase abandonei. Quando o caminho que me trouxe até você insiste em reafirmar os defeitos que via em mim, chegava você com o antídoto para o veneno que eu insisto em me aplicar.
Suas suplicas para não esperar nada, do futuro incerto, só me fazem ver, que aquele nascer do sol que insisti pra você ver comigo, mostrava também, minha volta a vida.



Para ler ouvindo : You and Me - Dave Matthews Band

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Gaiola.


Desde que me entendo por gente, tive muita vontade de ser bicho solto, sair sem dar satisfações, ganhar a chave de casa e desde pequena queria voltar sozinha do colégio, atravessar a rua sem dar as mãos. E mesmo muitos fatos contribuindo para destruir este instinto em mim, em algum lugar ele permanece vivo até hoje.
Me vi presa. E até mesmo depois dos tombos e quedas me obrigarem a começar a me aceitar, era como se eu fosse um pássaro, criando maneiras de voar, me comparando aos outros bichos de espécies completamente diferentes da minha, dos quais eu via por trás das grades da gaiola, sonhando e pensando em ser livre, mas com um medo absurdo de ficar longe da rotina das grades.
Eu, que me assumo sozinha, com um coração que não cabe em potinhos e pedaços e mesmo sabendo que ninguém pode me salvar do abismo de mim, tenho pavor de ficar sem rota de fuga.
Quero viver o hoje, sem ajuda de ninguém, mas com serenidade suficiente pra me lembrar que em 17 anos não cabem liberdade suficiente para toda uma vida, assim sem me martirizar.
Liberdade, Fé e esperança, junto com o eterno exercício diário para suportar os feriados prolongados que mais parecem eternos domingos.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

a cumplicidade de uma princesa.


Não é o teu aniversário, e mesmo assim isso é teu, digo isso pois sempre escrevo coisas para meus amigos no aniversário deles. Pelo contrário, o aniversário é meu daqui uma semana e por isso mesmo resolvi que era a hora de te dizer umas coisas.
Por ser o meu aniversário, já vejo o quanto você me ama, me oferecendo a tua casa pra eu comemorar, me prometendo surpresas e me fazendo acreditar a cada segundo quando eu começo a perder o ar.
Nossa cumplicidade atingiu um grau que nunca imaginei ter com ninguém, alguns momentos eu chego a quase desistir dos meus sonhos, e você ali, pronta pra me lembrar o quanto sou boa o suficiente pra você me chamar de amiga.
Tive orgulho de você, desde o primeiro momento, orgulho porque você faz melhor o que eu acho de mais belo na vida : dançar.
Depois, quando a gente começou a aproximar, descobri teu coração, que me faz rir e brinca comigo, mas também sabe dar conselhos sem fazer com que eu me sinta boba.
Poucas pessoas no mundo tem de mim o amor que você conquistou, um amor puro, de gratidão, de proteção e confiança.
Não posso te chamar de irmã, porque as vezes temos brigas com os irmãos e com você eu nunca tive nada perto disso, então resolvi te condecorar princesa do meu castelo.
Tenho duas palavras pra você : carinho e companheirismo.
Nossas conversas, filmes, saídas e loucuras nunca são mornas pois se trata da gente.
Acho engraçado como me sinto a vontade e bem do seu lado, na sua casa, com sua família, provavelmente você não sabe o quanto eu gosto de você e digo mais uma vez que estarei aqui a toda e qualquer hora, não por graditão pelas coisas que já fez por mim, mas por querer que você fique sabendo que você tem uma amiga que te admira e te ama muito.
Agora, te vejo a cada dia mais, se tornando uma mulher fantástica e linda, por dentro, pois por fora eu já sabia a muito tempo, quero fazer parte de todas as fases da tua vida, mas fico feliz por fazer parte dessa, pois sei que é um laço secreto de eternidade, para nossa amizade.

Eu te amo do tamanho do universo, obrigada por acreditar e confiar em mim, Barbára Sophia Gomes Canuto.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Isso não é um texto.

Te pedi muito pra me dizer que não me queria mais, que havia acabado realmente, para dar uma definição, pra me pedir pra sumir, dentro de mim havia uma esperança que precisava ser liquidada. Cheguei ao ponto crucial de te pedir para me dizer que não me queria mais, pra eu poder querer ver de novo beleza em outros caras e na vida.
Isso não é um texto, é uma despedida.
Me despeço desse amor, não totalmente inventado, mas em pedaços, pois era como um quebra-cabeça que tinha de ser montado todos os dias, com o maior cuidado para que peças importantes não fossem perdidas. Era uma conquista diária e unilateral.
Mas ainda há um último pedido, de um amor que vai morrer, pois quero zerar os contadores e te ver mais uma vez, ter seu corpo uma última vez, pra me despedir do teu prazer.
Ensaiei tanto nosso fim que que espero merecer um espetáculo final,com direito ao tapete vermelho e maiores loucuras.
Quero estar contigo uma última vez, sem precisar ver beleza em cada piscada dos teus olhos, sem querer demonstrar todo meu amor, mas com medo que você entendesse a grandeza do que eu sentia, quando nem mesmo eu entendia. Só entendi o quanto gostava de você, quando você foi embora.
Por isso, quero você mais uma vez, pra me preocupar com o meu prazer, apenas.
Quanto ao teu amor, eu desisto.
Coloquei o rabo entre as pernas e entendi que só poderia te amar com a intensidade que eu gostaria, quando você quisesse ser amado.
A esperança acabou da tua parte e da minha surgiu uma vontade de acabar com ela, o que já é um grande passo.
Agora só me resta dar um jeito nesse desejo, que cravado no meu corpo, me faz lembrar do teu toque, o tempo todo.
Se houvesse uma possibilidade de última vez, eu iria te beijar, até que o sentimento de "ainda falta muita coisa pra viver" se apagasse em mim, junto com cada sorriso teu que eu guardei.
Me convenci que tudo isso, esse mês de saudade e não-conformismo só se deram porque o desejo era grande demais pra eu simplesmente ignora-lo.
É sim, um fogo, e só existe uma água capaz de apagar.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Deixa eu me lembrar de criar asas.

Eu, que sempre fui de gritar e expor até o que eu sentia de mais intenso e bonito, mantive a pose até hoje e nunca deixei nem os meus melhores amigos saberem a verdade.
Pelo contrário do que ouvi, tenho pavor de que sintam pena de mim e isso cresce toda
vez que penso em contar para alguém.
Também tenho medo que me digam "você tem que enfrentar", já ouvi isso muitas vezes e enfrentar não é isso que todos vocês pensam.
Resolvi me recolher e rir pra fora, inventar desculpas, empregos, cursos, compras e tudo o que viesse a cabeça.
Me importo demais com o que as pessoas vão pensar, gostaria de manter a pose e estou cansada de ser diferente. Não era necessario que fosse tão diferente assim, não é mesmo ?
Até que isso começou a me prejudicar, sumi e meus amigos são enganados todos os dias, quando eu digo que tive uma dor ou tive que tratar algo importante e por isso não deu para aparecer.
Comecei a me ver com os olhos dos outros e não gostei do que vi.
Descobri, cedo demais, que só eu achava lindo, ser intensa e sentir por completo.
Desisti de mim, e meus amigos, mesmo sem saber o motivo, gritam o tempo todo que é preciso reagir, a qualquer preço.
O preço que eu pago é o de ser diferente.
Vi que eu só queria arrumar um motivo pro que eu nunca entendi.
Até gostaria de dar nome a isso, colocar a culpa em alguém, mas não é por ninguém, é em mim, decepção comigo mesma, espero demais de mim, e quase nunca dou conta das expectativas.
Sinto falta de coisas que nunca vivi, e tenho inveja dos outros pelas coisas mais banais.
Para não me falarem que gosto que os outros se preocupem comigo, não falei nada.
Fujo do problema indo de encontro a ele, quero parar de precisar de plano B e me instalei nele, esquecendo que existia um primeiro plano.
"Mas que drama, menina.Você só tem quase 17 anos" é o que você tá pensando, não é ?
Tudo bem, combinei comigo: Nenhum pio para me defender.Pense o que quiser.
Mas digo, não quero que sintam pena de mim, pois sei que não adianta nada o mundo correr pra me salvar, só eu posso fazer isso.
Quem imaginaria que a menina que ganha elogios mas não acredita neles, que tem um pai e uma mãe, que tem casa,comida,roupa lavada, um quarto só dela e tudo mais poderia sentir a vida sendo uma merda ?
Vai capinar um lote, acordar as 5 da manhã para se sustentar e isso passa,querida.
Terapia de pobre é um tanque de roupa para lavar.Já ouvi dizer.
" Escuta,Adriana,seu problema é que você espera que os outros façam tudo por você "
Não seu grandissimo filho da puta, não espero, eu sei que ninguém vai enfiar o dedo na minha boca e tirar esse gosto de podre que eu sinto.Por isso mesmo, quando eu tenho medo do mundo, só quero ficar sozinha, e não falar pra ninguém, por isso eu saio correndo.O que você chama de tentativa de aparecer, eu chamo de louca busca por uma solução, um hospital, um médico, ai eu vi: sou só eu.
Sei que alguém vai ler tudo isso e pensar que quero chamar atenção,expor minha vida, que sou infantil e tudo isso que as pessoas falam quando alguém conta algo da vida delas. Pra essa última classe, um recado : Quem não se interessa, não me interessa.
Uma dose de confiança e amor próprio, por favor.
Escrevi ontem que amava o mundo e hoje escrevo que passo 90% do meu tempo pensando em como mandar metade do mundo tomar no cú e ir morar na Sibéria aonde não tenho ninguém para me comparar e me sentir diferente.
Fuga.É isso. Eu só esqueço que não dá mesmo pra fugir da pessoa que mais me cobra e me julga, eu.
Então você afirma que não é feliz ? Não, claro que não, primeiro porque não existe ser feliz, e sim estar feliz. E eu estive feliz muitas vezes durante esse tempo, mas de uma felicidade sem liberdade, e liberdade é vital. Depender dos outros é o pior crime que se pode cometer contra si mesmo e ser julgada por quem não te conhece ou pior, por quem te conhece bem demais, é duríssimo.
Não venha me dizer que falei tudo nesse texto e me expus demais, eu precisava dizer a verdade e por incrível que pareça, prefiro ter a capacidade de fazer isso do que me esconder eternamente atrás de máscaras de alegria. Isso é uma resposta a alguns que se preocupam, e quem não se preocupa não me interessa em nada,como já disse.
Parei de falar, prometo.Daqui algumas semanas é meu aniversário, só quero pedir uma coisa : paciência, pra mim e para os outros.



" E substituimos expressões fatais como “não resistirei” por outras mais mansas, como “sei que vai passar”. Esse o nosso jeito de continuar, o mais eficiente e também o mais cômodo, porque não implica em decisões, apenas em paciência."

Que passe,Caio F., o mais rápido possível.

Não solidão, hoje não.

Já digo, esse não vai ser o melhor dos meus textos, é mais um desabafo, um lembrete, que acima de todas as mares ruins, a gente tem que valer a pena, para a gente mesmo.
Ouvi alguém me chamar atenção, dizer que tudo que escrevo aqui de uns tempos pra cá é direcionado a uma única pessoa, um único sentimento.Talvez sim, pois só consigo escrever quando chego em um dos dois extremos, ou gosto demais, ou desgosto totalmente.
Mas hoje, a carta vai pra todos os que eu tenho o prazer de conviver, me doar e me doer também, por que não ?
Hoje quero dizer "eu te amo" pro mundo, pra mim.
Quero dizer, que por mais que as pessoas sejam frias e estejam sempre prontas pra falar algo de ruim, eu me mostro, me jogo e choro sim. Mas saio de tudo isso, cada vez mais rica e mais feliz.
Tenho amigos maravilhosos, pais incríveis e a cada dia, venho sentindo menos faltas.
O mundo espera que eu surte, chore e fique cada vez mais fria, mas vou contrariar os padrões mais uma vez.
Direi "eu te amo" a cada vez que me der vontade, a partir de agora.
Hoje, mesmo com toda uma fase cinza, eu vi um caminho colorido, cheio de esperança, brilhar, muito por quem está do meu lado e incrivelmente, por mim também.
Dizem que é da nossa fraqueza que nasce a nossa força, e é isso que tenho levado comigo todos os dias.
Não estou na melhor das fases, mas está cada vez mais fácil definir o que sinto, do que gosto e do que não gosto.
Amor-próprio devia ser lei. E intensidade,coragem e confiança em si mesmo também.
Chega de ouvir dos outros o que devo fazer de mim, e principalmente o que não devo fazer.
Eu gostaria de começar dizendo "eu te amo" pra uma pessoa que tenho cada dia mais orgulho.
Esse eu te amo, é pra mim.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Você a florescer, calmamente.

Eu sinto tanto sua falta e é essa mesma falta que me impulsiona pra perto de você o tempo todo. Nunca imaginei que fosse se transformar nisso, você me acompanha em qualquer lugar e quando vou a algum daqueles que fomos juntos, te vejo em tudo. Certas horas só sobra uma saudade branda e leve, mas quando chega a hora que a gente se contava, tenho a sensação que você vai ligar a qualquer momento e se não liga, vira história da imaginação. Talvez seja esse o medo, com isso, me arrisco a ganhar um "nojinho" e te chamo, todos os dias. Nunca sei se vou embora ou se fico aqui, como quem te lembra a cada minuto, de tudo e te faço sentir de novo, mas acho que não adiantaria. Te disse uma vez que não ia chorar por você, venho cumprindo a promessa, mas talvez se houvesse motivo de chorar, eu te deixaria em paz mais rápido, mas eu só consigo lembrar de coisas lindas, apertos e beijos incríveis.
Não quero nunca que você pense em mim como um erro, de uma menina louca que gostava de ti (mais uma,né?) porque pra mim, você nunca vai ser lembrado como erro, porque se os erros fossem tão gostosos de viver assim, eu viveria errando, feliz da vida.
A saudade as vezes bate com a intensidade de um mundo e para não te esquecer eu acolho ela em cada cantinho.Tenho medo de olhar pra você e não sentir nada, acho que é esse o ponto.
Assim, eu continuo aqui, esperando você me dizer pra ir pra longe ou que me quer também. Sinta falta. I want You.



Meu colo alimenta você e a mim
Deixa eu mimar você, adorar você
Agora, só agora

Porque um dia eu sei
Vou ter que deixá-lo ir

Sabe, serei seu lar se quiser
Sem pressa, do jeito que tem que ser
O que mais posso fazer
Só te olhar dormir

Agora, só agora
Correndo pelo campo
Antes de deixá-lo ir

Muda a estação
Necessários são
Você a florescer
Calmamente, lindamente

Mesmo quando eu não mais estiver
Lembre que me ouviu dizer
O quanto me importei
E o que eu senti.

domingo, 5 de setembro de 2010

Before Sunset

Resolvi escrever hoje, porque amanhã provavelmente vou ver você, vou aguentar seu riso espalhado e suas piadas que me deixam com vontade de te abraçar e rir, pensando em como é bom estar do lado de alguém que me faz rir e me esquenta.
É, acabou. Vivi cada dia como se fosse o ultimo e um dia acertei.
Foi lindo, intenso, quente e passou.
E pela primeira vez, em quase dezessete anos de vida, vou enfrentar ao vivo, tão cedo, alguém que me deixou.
Sinto medo de pirar, de parar na sua frente e pedir pra você deitar mais um pouco de conchinha comigo ou colocar a cabeça no meu colo pedindo carinho, mesmo sendo um menino de quem não se espera atitudes assim, tenho muito medo também de chorar na sua frente e você me achar também uma menina boba, que não sabe separar as coisas.
Você me pediu para procurar minhas respostas, eu já sei de tudo, alias, esse foi o meu erro, saber de tudo, entender demais, quando ninguém entendia nada, não quis ser diferente e por isso mesmo acabei sendo.
Quando você confirmou que tinha acabado, me agarrei na certeza de ter sido única e quando vi você frio, de longe, me conformei e me agarrei a esperança de isso tudo ser medo.
Esperança, é essa palavra que enche minha vida de angustia, eu não quero, mas eu sempre espero que você venha e diga que sou eu que você quer, não vai lutar contra.Não lute.
Você não é nenhum tipo de lutador e eu me apaixonei pelo seu jeito quietinho, mesmo você não sendo.
Amanhã, vou ver todos os teus amigos que sabem de nós e eu só queria ser apresentada a eles como sua, não como mais uma amiga, mas agora é só isso que eu sou.E as vezes nem isso, porque as vezes pra você é "I don't care'
Que seja medo, mas que eu consiga te dar certezas de que o que sentimos é maior.Que você sinta.Que não se arrependa. Que a intensidade seja forte o bastante pra te lembrar que não podemos terminar uma coisa por medo de perde-la. Loucura não ?
E como suicidar por medo de morrer.
Mas é isso que a gente tem em comum, a loucura.
Eu queria que você tivesse outra coisa em comum comigo : A vontade de aproveitar cada segundo, cada beijo, sabendo que nossa maior loucura, é um pelo outro.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

dois.

Já cansei de dizer o quanto queria te falar muitas coisas, algumas eu até falei, dando uma modificada, escondendo os olhos, me contendo, e agora tive vontade de falar.
O medo de assustar continua aqui, firme e forte, se é que algum medo pode ser assim, mas nunca fui de correr de medo nenhum, de dor nenhuma, então resolvi aplicar isso a gente também. A gente passa muito tempo bem, e seu medo de me ferir nem chega perto de mim, quando você me olha, sorri e faz alguma piada que eu sei que tem um "eu gosto de você" embutida, vale a pena sentir até medo.
Nunca me arrependi de nada, não se arrependa.Sua busca por motivos de ir embora, não me fere, seu medo não me assusta e sua mudança me da gosto de desafio, sei que é exatamente o que te assusta, minha falta de freio, de barreira, sei que não desisto fácil e que você pensa que eu poderia tornar as coisas facéis indo embora. Isso não é uma jura de amor, sei a hora de ir embora, mas se você não me mandar ir, não vou por medo.
São dois meses né ? Fiquei muito feliz quando você disse que é quase um recorde pra você,que nossa noite foi inesquecível e que eu sou diferente.E talvez você esteja distante porque as certezas do fim no primeiro mes foram bagunçadas, mas vida é bagunça,viu ?
Talvez você nunca leia isso, mas se eu tiver coragem de mandar é porque o medo acabou, aproveite o fim do meu medo e me deixa acabar com o teu.
Meu medo não é você ir embora, não quero que você vá, quero minhas mordidas, meus apertos, minhas mensagens depois da meia noite, nossos momentos coisinhas, nossa petrificação de momentos, sabendo que amanhã é desafio, o meu medo é porque quando uma coisa termina, outra começa e começar outro relacionamento me da preguiça, o medo não é por você, é por mim.
Um dia vai acabar, espero que não seja logo, e que eu fique serena o suficiente pra não te pedir pra ficar, mas se você for embora, lembra que mesmo você se achando o estranho, o bipolar, você é capaz sim, de fazer alguém muito feliz, além de tudo isso, porque quando a gente gosta de alguém, a gente gosta de tudo.Não é ser submissa, mas não criar caso por qualquer besteira.
Um dia, eu te mando isso, juro.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Ser amigo ou ter amigos ?

Mudança é alimento da alma, sempre ouvi dizer, não vamos colocar extremos em questão, vim hoje pra falar do mais belo tipo de amor, o amor que não prende, que não exige, que não mata, vim pra falar de amizade.
Fui abençoada com um grande dom, que é fazer amigos muito depressa, mesmo sabendo que amigo de verdade, a gente só sabe que é, com muito tempo de convívio. Eu chamo de amigo quem para pra me ouvir, quem vem me contar, quem ri comigo, quem fala a verdade e quem me abraça e me da segurança pra seguir adiante.
Falei de mudança no começo, pois meus amigos que me viram mudar tanto, de dentro pra fora e de fora pra dentro, estão me vendo nascer de novo, nestes dias tão confusos e ao mesmo tempo tão calmos.
Eu que sempre estive conversando com milhões de pessoas ao mesmo tempo, hoje sento no cantinho mais tranqüilo de mim e espero alguém falar comigo, abri mão de estar acompanhada o tempo todo, sinto falta de tanta gente, relações esfriaram e ninguém faz nada pra mudar isso.Eu deveria estar triste, surtando,me sentindo só, mas não, me da uma coisa estranha, as vezes até solidão, mas passar o tempo dentro de mim, não tem sido muito ruim.
Nem minha mania besta de ter medo de perder o que não é meu, tem me deixado triste ultimamente.
Corrijo o que pensei acima, os amigos não sumiram, eles só deixaram de se importar ou eu deixei de falar de mim.
Algumas pessoas permanecem aqui e sei que quando tudo passar, vou saber que é de verdade e quem não é.
Pra quem lê esse texto, parece que estou reclamando, mas é exatamente o contrario, que sirva de alerta : Cuidado comigo, deixei de ter medo por ser quem eu sou, deixei de me esconder atrás de ser diferente, agora me basto.Nunca quero ficar sozinha, amizade é matéria de salvação, mas não esperem que eu chore, descobri estes dias uma pessoa que me jurou amizade eterna : EU.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

O aconchego na cama, a luz apagada.

Sou dois extremos, meu medo é exemplo disso, tenho muitos e as vezes não tenho medo nenhum. Conjugo o verbo surtar e assusto até quem nunca pensei ter medo de mim.
Depois coloco a máscara de novo e sou só brincadeiras e sorrisos. Se um dia alguém me perguntar qual a frase que mais odeio ouvir, vou responder sem pensar duas vezes que é "relaxa,drika", ouvi tanto que aprendi. Mas ninguém nunca me perguntou se eu queria relaxar, se eu queria me acostumar com as coisas erradas e deixar tudo passar, eu confesso que é mais prático e seguro viver assim, mas eu nunca quis segurança, nunca precisei de colete salva-vidas pra entrar em barco nenhum.
Felicidade é conta gotas e quando você olha para trás, consegue encher um frasco inteiro, pequenas coisas vão se juntando e quando você vê esta tudo bem.
Ando com preguiça de gente e muito individualista pra ser eu mesma. Conseguindo enxergar tudo de fora, sem entender atitudes e sentimentos, descobrindo cada dia um novo eu.
Nunca me acostumei a ser feliz, nunca tive medo de mudar e sempre morri de medo da palavra : morna. Ninguém se lembra de meio-termo.
No meu mundo é assim, ou é incrível ou terrível. Acostume-se, mas nem tanto, posso mudar a qualquer hora.




Para ler ouvindo : Costumes - Maria Bethânia.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

procura-se um freio desesperadamente

" A internet me diz que a crise aérea não tem solução, e a minha saudade de você, será que tem ? " ( Tati Bernardi )


Eu só sei falar, me perdoem por sufocar o mundo e não ser eu mesma quando não posso fazer isso e deixar tudo o mais claro possível.
Olha, eu já ouvi muita gente me mandar pisar no freio,mas como fazer isso se só me falam coisas que me tiram do chão ? Avião não tem freio e eu nem faço idéia de como pilotar um.
Apago tudo que já escrevi e tento ser daqui pra fora, dar risada e "carpe diem", me concentro no antes e milhões de vozes me dizem que é pra ser menos intensa desta vez.
Nunca tive medo de postar nada aqui, nem em lugar nenhum, os seguidores do meu blog só crescem (muito obrigada!) e o seu sentimento por mim se ler isto aqui, será que cresce também ?
Desculpem mais uma vez por não saber lidar com meio termo, ou eu embarco no avião ou fico de fora na certeza que ele vai cair, longas esperas em aeroportos não são pra mim. Eu acho que já embarquei...

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Tudo de bom pra você.

Quando o mundo conspira a nosso favor e você já quebrou muito a cara na vida, ficar esperando quando tudo vai começar a dar errado é pessimismo ou precaução ?
As pessoas sempre me mandaram ''ficar de boa'', agora que consegui ser assim, tenho medo de ser igual a todos.
Lembrei que já ouvi de alguém que a gente só se acostuma com coisas boas.
No meu caso não, ser feliz pra mim é só as vezes.
Tudo de bom pra você, que sabe o que quer, que não tem medo de viver.
Não estraga e se conserva.

domingo, 6 de junho de 2010

minha companheira de loucuras infantis e sonhos.


Mas tanto tempo de convívio me trouxe certa prioridade que eu valorizo muito. Gosto também de quando falo, porque por mais que você não entenda, me apoia. Você me dá esperanças nas minhas paixões platônicas e na vida que eu levo cabeça a dentro.
[Para aquela que é para sempre - Verônica H]


Meio de 2007, minha vida estava bem, eu tinha um namorado, aos 14 anos eu tinha muito mais certeza da vida do que tenho agora, parece que quanto mais velha a gente fica, menos certeza a gente tem, você estava no pátio e eu era a representante da turma, fui te buscar e no meio da confusão de uma novata, eu olhei pra você e vi uma menininha, chegando numa cidade nova, numa escola nova, numa vida nova, nunca imaginei que um dia fosse te chamar de irmã, mas o que mais você representa na minha vida ?
O tempo passou, o destino quis que a gente ficasse um bom tempo sem se falar, briguei contigo e você ia mudando.
Quando a gente voltou a se falar parecia que uma de nós só tinha viajado e estava de volta, continuou tudo igual.
Sem modéstia, orgulho, nem nada, sei que iniciei uma etapa muito melhor da sua vida, no dia que te busquei no pátio da escola e sou muito orgulhosa, porque MINHA irmãzinha agora é uma mulher.
Sei que o tempo passa, a gente muda, mas você vai continuar, porque somos parecidas demais, e mesmo que eu fique com raiva de você, não fico calada quando ouço alguém fazer mau juízo de ti, sabe aquele lance de irmão que a gente pode falar mal, xingar, mas alguém de fora não ? É assim !
Sei que acontece o mesmo contigo, porque só alguém que convive tanto comigo poderia enumerar todos os meus defeitos e mesmo sabendo de todos eles, você ainda me ama.
E é isso que nós faz tão bem, sei que ainda vamos nós desentender, que você pode se decepcionar comigo e eu com você, mas ''tô contigo até o fim''.
Porque a nossa amizade não foi a gente que escolheu, uma não aguentaria o fardo de ser tão diferente sem a outra pra apoiar.

TE AMO ! Obrigada por tudo.
Que seus 16 anos sejam a abertura dos melhores momentos da tua vida, que seu caminho seja cheio de luz e certezas de amor, muita saúde e paz,que você continue sendo essa menina engraçada ( sua maior qualidade, pra mim), esperta e madura.Obrigada por compatilhar tudo comigo, inclusive sua família,haha.
TE AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

sábado, 22 de maio de 2010

não é porque sou paciente

'' Quando você é chato e mesmo assim eu te beijo, não é porque sou paciente. É porque estou me despedindo. '' [Tati Bernardi]

Paciente eu nunca fui, fui apaixonada.E a mesma paixão que me fez vir aqui todos os dias falar com você, me faz entender hoje que estamos em ritmos diferentes e que é melhor continuar caminhando do que correr o risco de continuar parada e ficar com raiva de você, uma raiva que me faça esquecer quem você foi e só me mostre quem você se tornou comigo.
Eu tinha 14 anos quando descobri como dói alguem mudar com a gente, lembro que achei que fosse morrer, eu ficava deitada na cama e chamava meu pai, porque eu só não conseguia chorar perto dele, porque tinha vergonha.
Eu não consigo chorar na frente do cara que me criou e trocou minhas fraldas, mas consegui chorar na sua frente,mais de uma vez, e todas elas porque não sabia o que estava acontecendo, não conseguia ver mais em você tudo que você conseguiu construir.Não estava te pedindo pra cuidar de mim, era pra cuidar de nós.
É como você disse, eu tenho um milhão de amigos, nunca estive sozinha e mesmo que as vezes eu morra de raiva de alguns deles pois querem me fazer entender o que eu já sei, não vou me perder, quem sai com saldo insuficiente aqui, mesmo com todas as minhas tentativas,é você.
De herança,fico com nossas fotos, a maioria delas tiradas por que você quis, no dia mais feliz que a gente passou junto, elas são as provas, talvez pra mim mesma, que valeu a pena.
Eu sempre chego na hora errada,mas desta vez foi a primeira vez que cheguei cedo de mais na vida de alguém, eu sei que daqui um tempo você vai lembrar de mim, não como a chata ou a insegura, mas como a real.
Tenho pedido força,pra me lembrar de como é ruim sofrer por algo que já esta definido e como cansa remar sozinho, e cansaço da alma, meu bem, é pior que não poder dormir depois de várias raves e horas de viagem.
A gente tem algo a ver sim, mas te acho um menino tão bom, que vou deixar você descobrir sozinho, e não vou ser dona de mais um clichê dizendo que quando você descobrir já vou ter te esquecido, pode ser que não.Mas vê se entende, você não precisa querer ser nada, a resposta está dentro de você.
O mundo é duro meu bem, eu tentei te colocar no colo pra te contar isso, mas você subestimou meu aprendizado porque eu não consigo andar sozinha, mas aprende também, sozinho a gente não aprende nada.

sábado, 8 de maio de 2010

aniversário do amor que eu nunca tive

Um ano. Passou tão rápido sem você. Cada dia que passava e você não falava pra mim '' Vem, que eu só quero você.'' cada dia sem você me ligar e me fazer sentir as melhores coisas do mundo, cada dia sem você era a morte de tudo que era lindo.
Passou e por isso doi também, porque eu sinto falta do sonho que era lembrar dos teus beijos e a um ano atras, dia 09 de maio, eu te vi pela primeira vez, você me deu o beijo mais perfeito do mundo e eu comecei a te perder, antes de te ganhar, e nunca te ganhei.
Sabe o que assusta quando lembro que passou um ano ?
Assusta lembrar que ainda não fiquei com ninguém melhor que você, me apaixonei, gostei muito, mas nenhum me fez sentir como você me fez, eu tinha orgulho de mim com você, era lindo.
Tenho uma foto nossa beijando aqui no computador, sabia ?
É pra quando eu estiver me sentindo um lixo, por causa de algum lixo, eu olhar pra ela e lembrar que fiquei com você e se eu fiquei com você, nenhum cara pode me fazer mal, porque você não quis fazer.
Você só descobriu que sua vida era trezentas vezes maior que a minha e eu seria só coadjuvante, e você queria uma atriz principal.
Estou escrevendo e ouvindo The Killers, tenho pensado em você quase todos os dias, nos erros que eu cometi e em como você devia me achar uma boba.
Lembrei da gente no shopping, todas as meninas ''wannabe'' olhavam pra nós, e deviam pensar : O que esse cara lindo viu nela ?
Resposta eu não tenho.
Nunca vou conseguir passar pelo muro e não lembrar de você, nunca vou conseguir passar na frente daquele shopping e não lembrar de você me esperando lá na porta,lindo, e me dando a mão, eu me sentia a menina mais sortuda do mundo,e eu era. Todo mundo ficava encantado com sua beleza, mas ninguem te admirava mais do que eu, seus defeitos eram perfeitos pra mim, eu queria te transformar em desenho e te tatuar em mim. Mas você é vivo e colorido demais pra ficar pra sempre em mim, né ?
Você ria das minhas palhaçadas, a gente brigava e você pagava meu Häagen-Dazs, eu odiava mas você achava otimo, fecho os olhos e sinto o gosto dele na minha boca, não sei quem era mais doce, ele ou seu beijo.
Por falar em beijo, no nosso ultimo eu sabia que era o ultimo, você pegou no meu queixo e falou um monte de coisa bonita, na hora pensei que você ia desistir, mas hoje sei que você nunca tentou.
Um ano, do meu maior sonho e da minha maior dor.
Todos merecem uma segunda chance, eu acho que não quero a minha, você é meu sonho impossivel e ver você de longe as vezes é o melhor que pode acontecer.Você encontrou sua top, nem sinto raiva dela sabia ? Ela é tão bonita e parece tanto com você, me sinto de outro mundo, e devo ser.
Aquela vez que te pedi pra te guardar num potinho, te guardei num lugar bem mais apertado : meu coração. E ai vem mais um super clichê : te guardei porque você nunca ia se deixar prender por mim.
Eu juro, de tudo, eu só queria que você se lembrasse de mim como alguém que valeu a pena.Você valeu mais do que a pena, você valeu todas as lágrimas, os deslocamentos e a quase loucura, depois de você, eu mudei e tenho mudado todos os dias.
Dizem que as pessoas aparecem na vida da gente com um propósito, o seu era de me fazer acreditar, mesmo sem você nunca ter entendido.


Says something like, 'You and me babe, how about it?'

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Que não mude mais.

Com você descobri que a vida não leva em conta nossas limitações e que se apaixonar de verdade, só acontece quando você não está esperando que isso aconteça e acontece logo por aquela pessoa que você nunca imaginou amar, nenhum cupido leva em consideração nosso padrão de pessoa perfeita, as vezes acontece por quem é exatamente o contrario disso. Desde a primeira vez, me senti como uma professora, te ensinando sobre o amor, sobre a vida, mesmo que eu não tenha experiência nenhuma para falar dela. Você me surpreendeu muitas vezes e em outras tive ódio de mim, por gostar de você, mas isso faz parte. Por todos os segundos que me sinto viva, que você me trás uma mistura de paz com agitação, vale a pena.
Eu hoje,  gostaria de gritar pro mundo, o tamanho do meu amor, o quanto você é importante e como estou aprendendo sobre mim, com você.
Quem é digno de vir me dizer qual é o jeito certo ou errado de você me tratar ?
Quero te proteger, de um monstro que eu mesma criei.
Eu espero que não mude mais, que permaneça assim, pra você, pra mim, para nós.
Que os outros não consigam interferir na nossa relação,  e que sejamos fortes para continuar aprendendo um com o outro,  que eu não perca a vontade de ser sua e que você não mude a idéia de deixar que eu seja. Que você me mostre pro mundo e que juntos a gente forme uma dupla imbatível.
Por agora e por cada segundo que vale a pena.




''Por situações como essa - eu o amava.E o amo ainda,quem sabe mesmo agora,quem sabe sem saber direito o significado desta palavra seca - o amor. Se não o tempo todo, pelo menos quando me lembro de momentos assim, infelizmente raros. A aspereza e o avesso, parecem ser mais constantes na natureza dos dragões do que a leveza e o direito.'' [ Caio Fernando Abreu in Os dragões não conhecem o paraíso ]

sexta-feira, 2 de abril de 2010

acalma a minha pressa.

Nunca fui de falar olhando nos olhos, mas olhar nos teus hoje me deu coragem de dizer o que a muito estava guardado aqui, falei tudo, e se for da sua, da minha e da vontade do destino que continuemos com nossa ''convivência de amizade apaixonada'', acho que tudo será mais forte e mais sincero.
Me vi em você, vi nos teus medos, os mesmos medos que eu tinha.E como te disse, te entendo, mas isso não quer dizer que acho certa sua opinião.
Espero que você veja a verdade nos meus olhos e sinta tudo que eu sinto.
As vezes, eu sinto vontade de segurar sua garganta e tirar palavras de dentro da sua boca, aquelas que eu queria ouvir.Só que eu aprendi, que amor não se pede, amor se declara, né ?
Todos os meus medos, inseguranças e raivas resumidos numa conversa, de quinze minutos,e foi ai que eu descobri que mesmo com toda a tecnologia do planeta, que nada no mundo, substitui olhos nos olhos.
Eu espero que sejamos muito felizes juntos, mas se amanhã não for nada disso, você segue e eu, quem diria, leve.
E mais uma vez, quando você desceu a rua,para ir embora para sua vida de sempre, com os amigos de sempre e principalmente as amigas e proteções de sempre, eu senti que amar, mesmo que as vezes doa, é o sentimento mais bonito do mundo, porque a gente acaba chegando mais perto do que a gente é de verdade.
Eu hoje, prometo pra você e principalmente pra mim, que não vou deixar ninguém mais falar o que devo ou não devo fazer,eu aprendi com Clarice,que depois que a gente aprende a pensar por si, não pensa mais igual a ninguém.
Segue abaixo um trecho do texto, Ultimos Segundos da Tati Bernardi, alias, uma das pessoas que me faz ter mais fé nos meus sentimentos e verdades.




" Venha agora, não espere o músculo, a piada, o botão, o calo, a saudade, o arrependimento, o vazio. Eu preciso sentir que você ainda sente, eu preciso que o seu coração dê um choque no meu [...]
Tudo o que eu quero, quando ele me olha sem pressa e sorri nervoso sem saber porque a gente procura se perder, é que você grite dentro da minha cabeça que não precisamos disso e que, por alguma razão, quando a gente se afasta a dor é maior do que todo o mundo que nos espera.
Eu ainda preciso que você me ache bonita, se surpreenda, me comemore e esqueça um pouco de todo o resto pra se encantar sem medo do tempo.
Não me tire a razão, não me tire a honra, não me faça estragar tudo só para sentir o vento na cara de novo e a música alta. Berre e assopre em mim enquanto é tempo. Eu ainda quero viver para você.
Venha agora, ganhe a corrida, passe todo o resto pra trás, é você quem eu continuo eternamente esperando na linha final."

tati b.

Meu Café Gelado: Assim será.

Meu Café Gelado: Assim será.

estamos juntos na distancia.

" Porque todos me dizem que sou demais precipitado, que coloco em palavras todo o meu processo mental (processo mental: é exatamente assim que eles dizem, e eu acho engraçado) e que isso assusta as pessoas, e que é preciso disfarçar, jogar, esconder, mentir. "

Caio F. Abreu


Tenho me perdido, dia após dia, e as vezes nem consigo vir aqui escrever, o amor veio, passou e voltou. E minha vida, anda normal demais, pra mim.
Me lembrei de como éramos unidos, de como somos parecidos e de como você é exatamente tudo que sonhei um dia, e me lembrei que a minha razão nunca anda com meu coração, no meu caso,não são nem amigos.
Me apaixonei por caras que nunca pensei me apaixonar, sofri e tenho lutado pra continuar em um relacionamento, sem arrancar minha cabeça fora.
Porque nem todo mundo é você.
Porque nem todo mundo, me faz sentir como se eu fosse única e como se eu fosse a menina dos sonhos deles.Gostaria de ser vista por todo mundo, com os teus olhos, mas eu não faço por merecer, eu sei.
Ouço todos os dias, de varias pessoas, como sou burra por ir atrás do que eu quero e gosto.Eu acho graça.
Ninguém me conhece de verdade, fora você.
Eu queria ouvir de todo mundo, de algumas pessoas em especial, tudo que você me diz, me disse e me prometeu.
Ao mesmo tempo que gostaria que você encontrasse alguém como eu, pra te fazer feliz, morro de ciúmes de pensar que você pode achar alguém melhor que eu e pensar tudo que as outras pessoas pensam de mim.
Me ensina a me ver como você me vê, me trás de novo meu amor-próprio e me mostra como a vida pode ser bonita, mesmo quando não estamos apaixonados e compreendidos.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Sem mais.

"Nunca me conformei com o fim de nada. Por mais que eu sentisse que era a hora. Por mais que eu quisesse ou precisasse me livrar das coisas. O “acabou” sempre chega ou chegou como se eu jamais tivesse parado pra pensar nele. Cruel, terrível e doloroso além de mim." ( Tati B.)


Por favor, alguém me diz se tem outra coisa pior pra se ouvir, de quem a gente gosta do que : eu GOSTEI muito de você ?
Eu quero cavar um buraco no chão e sumir. Agora o sentimento é a vergonha, vergonha por ver você cagando pra mim, e chorar, te pedindo pra ficar.
Eu estou muito triste, pensei que fosse dar certo. Te apresentei para os meus pais, coloquei uma foto nossa, no meu caderno.
Eu estou sem chão, a cada vez que passa, dói mais. Todos que chegam, depois, trazem mais dor para o meu coração. Eu sei que vai passar, talvez amanhã, talvez semana que vem, mas agora a dor tomou contar, deixei o choro me invadir e me humilhei, te pedindo mais uma chance, eu só não sei de quê.
A gente ficou junto, quase dois meses, e acho que nesse tempo, você nunca gostou de mim, eu deixei quem me amava pra ficar com você.
Eu quase esqueci você, mas quando você veio me dizer que não dava mais, e colocou a culpa em mim, eu cai.
Olha, eu te disse, pra mim, vai passar. Eu nunca quis fazer mal a ninguém, mas eu gostaria muito que você, quando crescer mentalmente, encontre alguém infantil do seu nível hoje, que te faça pensar : ''Poxa, eu que as vezes sou tão maduro, por que fui me apaixonar por alguém tão infantil assim ?''
Ai, você vai se sentir como eu me sinto agora, humilhado. Vai imaginar a menina rindo de você e pensar : Ela nunca gostou de mim.
Eu gostaria de te dizer muita coisa, mas eu tenho o costume de agradecer quem me faz sofrer. Eu sei que sairei mais forte de toda essa dor, e não vou cair mais no papo de qualquer um, como você.
Você nunca soube o que é gostar de alguém, e o pior de tudo, é que eu sabia disso, quando comecei com você.
Quanto a mim, eu te amo mesmo. Espero que um dia, quando você não estiver na aba dos teus amigos das festas e baladas, você se lembre de mim.
É como você disse : Sem mais.
Pra mim, espero me lembrar que já esqueci outros caras antes, muito melhores que você, por sinal.
Toma cuidado, ouvi dizer que pra cada homem que faz uma mulher de idiota, existe uma mulher que faz um idiota virar homem, serei fã da que conseguir isso com você.
Um dia passar e eu sei que quando passar, vou rir disso tudo.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Cuida de mim enquanto não esqueço de você.

Por que quem a gente gosta não gosta da gente do jeito certo ? Vai, olha pra mim e me prova com suas atitudes, palavras e gestos que eu sou tudo que você queria e esperava, segura na minha mão e olha nos meus olhos, fazendo juras de ser meu pra sempre, mesmo que você saiba que não é a gente que define isso, mas eu só queria o seu querer. Me beija com amor e não com desejo de sexo. Me prova que você se molda pra mim, como eu me moldo pra você. Não me deixa ir embora sem querer te levar junto. Eu te amo tanto e é maior que eu mesma, me perdoa pelos erros, como eu te perdoei pelos teus. Eu te amo, não tenho mais medo de falar, mas acredita em mim, até o mais belo e resistente jardim pode morrer, se não for bem cuidado.
Eu te amo, aprendi. Aprenda também.

sábado, 2 de janeiro de 2010

goodbye 2009 and welcome 2010

"...Sei lá, tem sempre um pôr-do-sol esperando para ser visto, uma árvore,
um pássaro, um rio, uma nuvem. Pelo menos sorria, procure sentir amor. Imagine.
Invente. Sonhe. Voe. Se a realidade te alimenta com merda, meu irmão, a mente
pode te alimentar com flores. Eu não estou fazendo nada de errado. Só estou tentando deixar as coisas um pouco mais bonitas."


Caio F. Abreu, meu preferido.

Se eu pudesse desejar uma coisa além de paz, saúde e alegria pra todo mundo que eu convivo, eu desejaria que todos gostassem de ler, pois ler é remédio da alma.
Queria uns shows do Nando Reis,da Maria Gadú (uma cantora fantástica que eu descobri a pouco), do Projota (esse é pra gente ir junto,amor),e muitos outros enfim.. muita música boa e de qualidade, e queria até que os jovens parassem um pouco de ouvir essas músicas de uma sílaba só, e conhecessem a verdadeira música boa.
Queria pedir, que nenhum amor seja censurado e julgado como 'amor de bom dia' e pedir pra que quem tem 'amores de bom dia' seja mais cauteloso ao sair por ai dizendo seu 'eu te amo'.Pediria até pra que minha geração,e as que virão deixem de lado essa história de subir em balcões e achar que pra conquistar alguém que preste, precisa ser rebolativo(a), vejam que eu citei alguém que preste.Queria pedir alegria pra torcida mais bonita e apaixonada do Brasil,CAM <3. Mas vocês sabem, a gente tem que parar de se preocupar com os pedidos de ano novo e ser a mudança que quer ver no mundo.No mais, espero que o ano novo de cada um que ler esse imenso post, seja feito de margaridas e muito mel, e que levem desse 2010 muito crescimento pessoal e espiritual e que vejam mais com os olhos da alma. Feliz 2010 e que seja doce.