quinta-feira, 3 de novembro de 2011

I really miss this.

Escrevo este texto manchando o caderninho roxo, que poucas pessoas sabem que tenho, da onde saem todos os meus textos e onde escrevo coisas que não podem ser publicadas em lugar nenhum.( talvez esse texto seja uma dessas coisas, mas me arrisco para que chegue até você, como uma tentativa de deixar tudo como antes)
As manchas, são as lágrimas de menina boba, que lembra da vida ao teu lado, uns meses atrás.
Não que você tenha me decepcionado ou coisa assim. Acontece que eu li sua primeira carta, e me perguntei se para você as coisas ainda são iguais.
Me chamou à atenção, e as lágrimas, o trecho assim :

'' Nunca me senti tão sem rumo e com tanta vontade de viver. E não poderia ser de outro jeito (...) cada fato que remeta a sua existência, me faz ver sentido na MINHA existência.''

 Pois bem, agora você deve estar se perguntando porque choro, afinal estamos juntos e vivemos bem.
Mas algo em mim se desespera e eu te digo:
Choro porque não sei se tenho a mesma certeza de que eu, para você, era a mais bela pintura do mundo. Choro porque acabou o mistério e meu mistério te traiu, me revelando normal e não a princesa que você supunha. Choro porque tenho medo de te perder, como já perdi tanta gente menos importante e quase não suportei, com você, tão saído dos meus desejos e sonhos, sei que não vou suportar.
Choro, ainda, porque por mais que você me esqueça, para mim ainda vai ser ''Enquanto eu respirar...''
Choro também porque em 18 anos você foi o único que ficou mais de um mês sem medo e minha personalidade trás o medo para perto o tempo todo. Choro porque não sei se você ainda me acha a pessoa mais humana dentre as outras que você conhece. Choro porque tenho pavor do ''eu também''.
Peço perdão desde já, pela loucura e por sentir falta do seu amor transbordando em todos os lugares onde eu olhava.
Sinto falta das tuas saudades intensas e do jeito de dizer que no hoje, somos para sempre.
Peço perdão também, pela insegurança e te peço para que não ache que estou insatisfeita ou coisa assim. Perdão por precisar ver você estampar na sua vida, que sou eu a sua mulher.
Imploro para que não esqueça o que somos, como chegamos e a magia que envolveu aquele 18/06.


É que eu te amo mais que podia esperar amar alguém.


'' Meu amor companheiro, intensa paz.''

3 comentários:

  1. Choro agora ou depois? LINDO, LINDO, LINDO! Não dá pra expressar de outra forma. Me achei nessas linhas <3

    ResponderExcluir
  2. "Porque amor é justamente isso, é ficar inseguro, é ter aquele medo de perder a pessoa todo dia, é ter medo de se perder todo dia. É você se ver mergulhado, enredado, em algo que você não tem mais controle." (Carpinejar)

    Simplismente lindo!! Me identifiquei muito com teu texto e sobretudo com teus medos. Mas não devemos nos desesperar nunca, e sim nos adaptar as mudanças do amor e das pessoas que amamos. Todos sentimos medos, mas não podemos nunca deixar de acreditar que o amor é capaz sim, de ultrapassar barreiras, apagar o passado e trazer muita alegria para nossas vidas. Um Beijo.

    ResponderExcluir

Se você tem medo do amor, você tem coragem do quê ?