segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Espelho

São 3 da manhã, deitada no escuro analiso os últimos dias, quanta mudança. Meu cérebro pede papel e caneta. Preciso falar de você.
Me lembro de como a gente se conheceu e no nosso primeiro papo, cada história vinha seguida de um : '' nossa, como você se parece comigo.''
A dor nos fez irmãs e em pouco tempo, tenho certeza que Deus nos uniu para uma lembrar a outra, caso necessário, que mesmo depois da morte interna de tanta coisa bonita, estamos aqui, vivas, fortes e bem.
Agradeço principalmente o teu carinho, o teu sorriso e tua razão, pois quando reafirmo minhas dores e medos, olhar para você do meu lado é quase um alívio imediato. Você chegou na hora certa, me deu a mão para renascermos e cuidou de mim. Continue cuidando, acreditando e amando. Prometo te lembrar sempre que precisar a mulher forte e guerreira que és. Que ninguém, nunca mais, atravesse nosso caminho e nos faça nem por um minuto duvidar de quem somos.
Obrigada por fazer uma tarde comum se transformar em carnaval e transformar um carnaval em história.
Se eu soubesse que todas as coisas difíceis que passei iam nos fazer parir essa amizade tão forte e sincera, eu passaria por tudo de novo.


Me dê a mão e lembre que a gente existe sim e se encontrou. É tudo que importa.

Eu amo você !


Para Karla Skackauskas 

2 comentários:

  1. Eu fiquei muito feliz em ler essas coisas, e pensar em como é importante e lindo ter alguém especial pra ajudar nessa caminhada dura que é a vida.

    Acho que gosto também do teu jeito de contar as coisas. Gosto das suas palavras!

    ResponderExcluir
  2. O mundo é pequeno demais...ainda mais Belo Horizonte. Credo!

    ResponderExcluir

Se você tem medo do amor, você tem coragem do quê ?