domingo, 11 de dezembro de 2011

Estação : eu. Última parada.


Você não tem medo de me perder ? Não tem medo que eu levante e vá embora para o canto mais escuro de solidão, achando que é melhor assim ?
Seus olhos não enchem de água ao me imaginar sorrindo nos braços de outro ?
Sua confiança é tão grande que faz você correr o risco de nunca mais me ver, numa dessas brigas que mostram o que nos tornamos, nada parecido com o que fomos ?
Será que se eu for embora, você luta contra o mundo pela gente de novo ?
Será que o mundo está certo ao me direcionar olhares tão piedosos ao mencionar teu nome com lágrimas nos olhos ?
Será mesmo que a última esperança de amor, acaba aqui ?
O que não é resolvido em um mês, não é resolvido em um dia.
Sem conversas, só distância, lágrimas, suposições, silêncios....
Medo.


Parece que as coisas boas vão ficando pra trás tão rápido. O quentinho no peito. A certeza de futuro.
Eu nunca senti assim. Eu nunca perdi assim.

Estou acostumada a ser estação, o ponto de partida, o adeus penoso, a lavada na alma, o colo pra onde se corre. Mas quando é que vou ser só o colo da onde não se quer fugir ?

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Nossa. Perfeito! Estou passando pela mesma situação... "Eu insisto no tempo, de que a chuva passa e tudo se ajeita da maneira certa. Ninguém admite perdas e ninguém sonha com elas. É desesperador, chato e triste. insuportável. Mas essa é a história que andamos escrevendo, e a nossa, juntos, ficou em um outro livro guardadinho."

    ResponderExcluir

Se você tem medo do amor, você tem coragem do quê ?