terça-feira, 26 de junho de 2012

Um esbarro


Eu já tinha decidido que não ia mais querer você, afinal, você tem outra e nunca cogitou largar ela pra ficar comigo. Eu caí na noite pra te matar dentro de mim. Agora eu sou assim, curo meus problemas do coração na noite, lembra ? Você sabia aonde eu ia, correu pra lá e me esperou duas horas numa escada fria.
Quando eu te vi, não sabia se corria, se ria, se te beijava. Era você nascendo de novo, afirmando pra mim que não dava mais pra fugir, eu era você também.
Trocamos algumas palavras e você me deu a mão, pela primeira vez, você me deu a mão e todo mundo por perto, achava que eramos só mais um casal de namorados. Mas eu sou o teu veneno, a tua cruz, a tua mentira. O lugar era lindo, a banda que a gente amava e você me beijava os cabelos e repetia como se quisesse me fazer acreditar : ''você não sabe o poder que você tem.''
Eu não podia ficar ali, você é de outra, eu sei bem. Te deixei ali com seus amigos e fui ver o show lá da frente. Tocou nossa música e um cara chegou em mim, você viu de longe, riu. E a sua falta de ciúme foi uma faca entrando devagar na minha pele. Eu queria era que você chegasse lá, me puxasse e falasse pro cara que eu tava com você, eu era tua. E você rindo, me vendo cortar ele, eu era tua, você sabia.
Voltei pra perto de você e suas investidas me matavam, os beijos no pescoço, a mão na cintura, eu amo tanto as tuas mãos...mas não, você é de outra, é difícil dizer, mas é.
Eu cantava no teu ouvido que '' o tempo vai ter que esperar...''  e você ria engraçado, dizendo que todas aquelas músicas eram a gente. E eu não aguentava mais ser forte, eu queria você em mim. Mas fugi, fui me sentar longe de você e quando penso que não, você vem atrás, com suas mil caras de sempre e sua risada que grita ''você é tão minha e sabe disso.''
Quase esquecemos o show e fomos falar sobre a gente, você tava meio bêbado e começou a devanear sobre ligar pra ela para poder ficar comigo sem culpa, eu ri desacreditada enquanto por dentro subia no último andar do edifício da esperança. Eu sei que é mentira.
Ficamos abraçados, vendo o fim do show e as vezes eu dava meus gritinhos e levantava esbaforida, numa música que eu gostava mais e você levantava pra me carregar e rodopiar, me fazendo agarrar seu cachinhos. Foi lindo, a gente era o casal mais lindo que não se beijava. E acho que ninguém nem notava isso.
Teve aquela hora também, que a gente quase esqueceu que tinha acabado e começou a fazer nossa brincadeira de beijo ao inverso e um pouquinho antes de você chegar ao objetivo, eu te lembrei que você era de outra. Ao vivo somos parceiros, engraçados, leves. Conversando nas redes sociais, somos frios, chatos e você se lembra bem que não é meu, não tenta me conquistar e eu penso que só faz isso ao vivo, porque meu sorriso te perturba.
Fim do show, era hora de ir embora, e eu te disse que nossa história acaba ali e você, mesmo sabendo que eu tinha razão, tentava argumentar, dizer que você não queria aquilo e tudo estava muito instável e as coisas podiam virar pra nós. Agora a verdade é só uma, você está apostando suas fichas em outra pessoa. Sua máquina de prêmios e sorrisos não sou eu. Te dei o maior abraço do mundo e desci as escadas que você me esperou, você disse que não era o fim. Eu fui embora feliz, porque um dia a gente se encontra, quem sabe, você solteiro, eu completa.
Um outro dia, a gente se esbarra pela vida e talvez eu seja sua aposta, seu desejo e você largue o mundo pra deixar eu te cuidar. Por enquanto, eu fico aqui, porque tem muita gente boa no mundo, não é ?
Seja feliz.

4 comentários:

  1. Aquele texto que me faz parar para ler e ficar ansiosa por cada nova linha, cada novo detalhe. Incrível. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. por incrível que pareça muitos vivem assim.
    Amei o texto, confesso que peguei muita cosia pra mim.
    Parabens, é lindo!

    ResponderExcluir
  3. Me identifico tanto com seus textos. Sofro de um amor que agora está um tanto distante e ao mesmo tempo incrivelmente perto de mim.
    Sinto cada sentimento que vc transmite.
    Beijo

    ResponderExcluir

Se você tem medo do amor, você tem coragem do quê ?